As Termas de Caldas da Rainha

As Termas de Caldas da Rainha, passado, presente e futuro...
Hospital Termal, Caldas da Rainha, placa toponímica, Gocaldas, o teu Guia Turístico Local
As Termas de Caldas da Rainha – Hospital Termal, Caldas da Rainha, placa toponímica, Gocaldas, o teu Guia Turístico Local

As Termas de Caldas da Rainha, um tesouro a descobrir

Tudo parece ter começado no ano de 1484, quando a Rainha Dona Leonor passou por aquele lugar a que chamavam de Caldas de Óbidos, a caminho da Batalha. Um ano mais tarde é posto em funcionamento o Hospital Termal e aquilo que viriam a ser as termas de Caldas da Rainha!

Conta a história que a Rainha Dona Leonor viu um grupo de pessoas a banharem-se numas águas pantanosas, com um cheiro muito característico (enxofre). À pergunta do porquê de se estarem a banhar ali, as pessoas responderam que aquelas águas serviam para curar várias maleitas.

Ora diz que a Rainha padecia de uma doença e que ao banhar-se naquelas águas a doença deixou de a atormentar, levando-a então a criar aquele que é considerado o Hospital Termal mais antigo do mundo!

Após a edificação do Hospital Termal em 1485, o Rei D. João V já no século XVIII manda deitar abaixo as estruturas originais e decide mandar construir um novo edifício. Porquê? Porque o Rei D. João V sofria de várias doenças e os conselheiros de sua majestade disseram-lhe que as águas das Caldas da Rainha eram as mais aconselhadas para a cura de convulsões, queixas de cabeça e até da paralisia que afectava o Rei D. João V.

Visitar Caldas da Rainha, Hospital Termal, Gocaldas, o teu Guia Turístico Local
As Termas de Caldas da Rainha -Visitar Caldas da Rainha, Hospital Termal, Gocaldas, o teu Guia Turístico Local

O Rei acabou por vir à cidade 13 vezes, sendo que não existem registos de que os tratamentos que fez com as águas lhe trouxeram mais valias.

No Século XIX Rodrigo Berquó, um dos grandes administradores do Hospital Termal acaba por aumentar um piso ao Hospital Termal e ainda desenhar e começar as obras daquele que nunca chegou a ser o Hospital D. Carlos I. Esse mesmo edifício foi utilizado para escola secundária e biblioteca, mas hoje aqueles que são os famosos “Pavilhões do Parque” (assim chamados pelos caldenses) estão fechados ao público sendo que vão ser transformados numa unidade hoteleira de 5 estrelas.

Fazem parte do conjunto termal o Hospital Termal, a Igreja Nossa Senhora do Populo, o Museu do Hospital e das Caldas (antiga Caza Real, o Parque D. Carlos I, a Mata Rainha Dona Leonor e ainda o balneário novo (antiga casa da Convalescença).

Tratamentos Terapêuticos Associados às Termas

Aqui podes encontrar alguns pormenores sobre as águas termais das Caldas da Rainha e uma lista dos tratamentos que se efectuavam antes do Hospital Termal encerrar:

Quimismo da água:
Mineralização Total: Hipersalina
Composição Iónica: Sulfúrea, Cloretada sódica

  • Duche Nasal ou Irrigação Nasal
  • Duche Vichy
  • Pulverização Faringea
  • Nebulização Individual
  • Aerossóis Simples e Sónicos
  • Banhos de Imersão Simples e de Bolha de Ar
  • Duche Maniluvio
  • Duche Pediluvio
As Termas de Caldas da Rainha, Hospital Termal, banheiras
As Termas de Caldas da Rainha – Banheiras

Como visitar as Termas

Apesar de o Hospital Termal estar encerrado para qualquer tratamento termal, hoje em dia é possível visitar alguns dos espaços que fazem parte do património termal, entre eles:

  • Hospital Termal
  • Igreja Nossa Senhora do Populo
  • Museu do Hospital e das Caldas
  • Parque D. Carlos I
  • Mata Rainha Dona Leonor

Para visitarem os 3 primeiros espaços deverás solicitar os bilhetes junto à bilheteira do Museu do Hospital e das Caldas, mas já o Parque D. Carlos I e a Mata Rainha Dona Leonor são espaços abertos que poderás visitar sem marcação e sem custos.

As Termas de Caldas da Rainha, Museu do Hospital e das Caldas
As Termas de Caldas da Rainha – Museu do Hospital e das Caldas,

Localização das Termas

O complexo termal da cidade de Caldas da Rainha situa-se no centro histórico. Se vieres de carro poderás estacionar junto ao parque D. Carlos I. No entanto, na parte superior do mesmo existe um parque de estacionamento gratuito que poderá ser útil. Tem atenção, que todo o centro histórico se faz muito bem sem recurso a carro.

Horário das Termas

De acordo com o que já foi escrito, o complexo termal é formado por um conjunto de estruturas que obedecem a diferentes horários.

Museu do Hospital e das Caldas:
Terça a Sábado e Feriados: 10.00H às 12.30H e das 14.00H às 17.00 H
Domingos: 9.00 H às 12.00 H
Encerra à Segunda-feira
Igreja Nossa Senhora do Populo:
Terça a Sábado : 14.00H às 17.00 H
Encerra à Segunda-feira e feriados
(Sempre que encerrada, o Museu assegura a visita à Igreja de Nossa Senhora do Pópulo)
Hospital Termal (piscina da Rainha):
As visitas realizam-se dentro dos horários do Museu e são acompanhadas pelo Museu.

Preços para Visitar Complexo Termal

As entradas para o Museu do Hospital e das Caldas e o Hospital Termal têm preços diferentes:

Museu do Hospital e das Caldas:
Bilhete Normal: 3.00€ /pessoa
Aposentados, Cartão Jovem, Grupos (+5 elementos): 1.50 € / pessoa
Crianças até 14 anos: Bilhete Gratuito
Hospital Termal (piscina da Rainha):
Bilhete Geral: 1.50 € / pessoa
Crianças até 14 anos: Bilhete Gratuito

Antiga Piscina da Rainha em Caldas da Rainha, Hospital Termal
Antiga Piscina da Rainha em Caldas da Rainha, Hospital Termal

Factos Curiosos Sobre as Termas:

  • O lugar de Caldas da Rainha começou com 30 habitantes a quem foram concedidas vantagens como a isenção de vários impostos
  • O arquitecto da Igreja Nossa Senhora do Populo foi Mateus Fernandes, responsável pelas capelas imperfeitas do mosteiro da Batalha
  • A Rainha Dona Leonor foi mecenas de Gil Vicente, que apresentou o Auto de São Martinho pela primeira na Igreja Nossa Senhora do Populo
  • O novo edifício do Hospital Termal, mandado construir pelo Rei D. João V foi o arquitecto Manuel da Maia, o responsável pela reconstrução da cidade de Lisboa após o terramoto de 1755
  • Ainda podes visitar a “piscina” onde a Rainha Dona Leonor se banhou
  • Algumas das fontes termais encontram-se por baixo do Hospital Termal
  • A água corre a 37 graus centígrados

Outros sítios a visitar

A cidade de Caldas da Rainha não se esgota na temática do termalismo. Aconselhamos-te a visitar a Praça da Fruta, a única do seu estilo a funcionar os 365 dias do ano, onde poderás encontrar uma grande variedade de legumes e frutos frescos da região. Ou então, queijos tradicionais, chouriços e pão, sem esquecer é claro as Cavacas e os Beijinhos das Caldas.

Entre muitas outras coisas a cidade também é apelidada por “capital dos museus”! Eis a lista para não te perderes:

  • Museu José Malhoa
  • Museu da Cerâmica
  • Museu do Hospital e das Caldas
  • Centro de Artes (Museu Leopoldo de Almeida e Barata Feyo)
  • Museu Bernardo e Casa Bernardo
  • Museu do Ciclismo

Encontra Aqui

Segue-nos