Outubro – Pensa, logo sangra

6 a 22 de Outubro de 2016!

6 a 22 de Outubro, às 21h30

Sala Estúdio do Teatro da Rainha

Outubro – Pensa, logo sangra

Estreia dia 6 de Outubro o espectáculo “Pensa, logo sangra”, com encenação de Fernando Mora Ramos, assente numa polifonia tripartida de vozes à volta de quatro monólogos de Álvaro de García Zúñiga (“s/t” e Remaining calm”), de Joseph Danan (“O homem que queria (não) ser sábio) e de Gregory Motton (Um monólogo). O espectáculo, que conta com as interpretações de António Parra, Fernando Mora Ramos e José Carlos Faria, fica em cena até dia 22, de quinta a sábado, sempre às 21h30.

Rui Vieira Nery é o orador da conferência “Da obra à criação, os meios – a inscrição e enraizamento das artes na democracia”, sobre política cultural, na Sala Estúdio do Teatro da Rainha, no dia 17 de Setembro, pelas 18h30, com entrada livre. Musicólogo e historiador cultural, Rui Vieira Nery foi Secretário de Estado da Cultura (1995-97) e dirige actualmente o Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas. Autor de vasta obra, editada em Portugal e no estrangeiro, exerce também uma atividade intensa como conferencista por toda a Europa, Estados Unidos e Brasil.

em Caldas da Rainha…

Nuno Moura, declamador versátil de versos seus e de outros, vem às Caldas da Rainha para uma sessão de poesia, no dia 1 de Outubro, pelas 21h30, com entrada livre. O poeta Nuno Moura é um dos elementos mais desalinhadamente activos da poesia portuguesa contemporânea, responsável por projectos editoriais arriscados, sempre à margem dos circuitos estabelecidos.

O Teatro da Rainha tem ainda abertas as inscrições para a Oficina Criativa de Teatro, a desenvolver ao longo do próximo ano lectivo, dirigida a crianças dos 5 aos 12 anos, com o objectivo de estimular a imaginação e criatividade , através de exercícios que consistem em técnicas corporais e improvisações, jogos e brincadeiras.

Fora de portas, em Novembro, o Teatro da Rainha apresenta a Maratona de Formas Breves, projecto desenvolvido em colaboração com o Teatro Nacional de São João, no Porto, composto por uma oficina de escrita com Jean-Pierre Sarrazac e Joseph Danan e pela apresentação de três espectáculos produzidos pela companhia – “Morte de um DJ” de Jean-Pierre Sarrazc, “Dramatículos 2” de Samuel Beckett e “Pensa, logo sangra”.

Outubro – Pensa, logo sangra, no Teatro da Rainha:

Encontra Aqui

Segue-nos