Julho a Setembro – Exposição Coletiva Corpus

De 2 de Julho a 4 de Setembro no Museu José Malhoa

De 2 de Julho a 4 de Setembro

Museu José Malhoa

Julho a Setembro – Exposição Coletiva Corpus

A partir do acervo do Museu José Malhoa, os artistas foram desafiados a refletirem sobre as linguagens do corpo como uma construção social e política.

Inspiramo-nos na obra de Malhoa, do século XIX, acervo fundamental do museu, mas contrapomos com os reptos da sociedade contemporânea.

Que desafios são hoje colocados a mulheres e homens? Cada sociedade tem o “seu” corpo. Tal como uma língua, este corpo é submetido a uma direção social. Ele obedece a regras, a rituais de interação, a teatralizações quotidianas.

O corpo contemporâneo, o imaginário relativo ao corpo contemporâneo, difere de qualquer outro período histórico. Nunca se teve uma preocupação tão grande com a beleza, a juventude e o prazer.

A eterna pesquisa pelo hedonismo apresenta-se, também, como um fator decisivo nesse processo.

Artistas:
Portugal: Luis Lobo Henriques – fotografia; Susana Paiva – Fotografia; Maria Kowalski – Fotografia; Miguel Bonneville – Vídeo; Olga Noronha – Moda/Instalação; Kristine Kosta – Moda/Instalação; Elsa Rebelo – Cerâmica
Finlândia:Axel Sutinen – pintura; Petri Salo – pintura
Alemanha: Carl-Peter Buschkühle – Pintura
Itália: Laura Fantini – Pintura
Espanha: Eva Viera – vídeo; Monica Mura – fotografia/vídeo
Suécia: Lena Onnesjo Horta Lobo – Tapeçaria
Canadá: Vanessa Codinha Barbosa – Vídeo

Curadoria: Genoveva Oliveira

Exposição Coletiva “Corpus” no Museu José Malhoa:

Encontra Aqui

Segue-nos